fbpx
Por onde começar a estudar inglês?
18/12/2019
Diferenças entre o inglês americano e britânico
08/01/2020

Como funciona o intercâmbio

O sonho de muitas pessoas é viajar para o exterior para estudar ou trabalhar, por isso, uma dúvida muito comum é sobre como funciona o intercâmbio. 

Segundo dados da Belta (Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio), divulgados em 2019, aumentou em 20,5% o número de brasileiros que foram para outros países para estudar. O número de estudantes saltou de 302 mil para 365 mil, incluindo pessoas de todas as idades.

Ainda de acordo com o estudo, os destinos preferidos são Canadá, Estados Unidos, Reino Unido, Irlanda , Austrália e República de Malta, um pequeno arquipélago localizado próximo a Itália. Ou seja, os 6 países mais procurados têm o inglês como um dos idiomas principais.

O perfil de pessoas que viajam também mudou, cerca de 90% das pessoas que procuraram a Associação já eram formados e com alguns anos de carreira. A maioria tem entre 25 e 45 anos. Os dados também demonstraram que 60% dos intercâmbistas são mulheres e que viajam sozinhas.

Se você quer fazer parte desse grupo que expandiu os seus conhecimentos, leia este artigo completo sobre como funciona o intercâmbio.

O que é intercâmbio

Antes de saber como funciona o intercâmbio, é necessário saber o que é. Intercâmbio é um período em que uma pessoa passa em outro país fazendo uma imersão cultural completa. É uma troca de experiência entre pessoas, nações ou instituições. Além disso, é considerado uma excelente oportunidade para aprender idiomas. 

Como funciona o intercâmbio

Existem várias modalidades de intercâmbio. Existe o intercâmbio com cursos de idiomas, um dos mais procurados, que tem foco em aperfeiçoar os conhecimentos na língua ou alcançar a fluência. São viagens que duram no mínimo duas semanas e englobam aulas com professores nativos. 

Outro intercâmbio muito comum é o que as pessoas vão para estudar e trabalhar. Nesses casos, é realmente possível uma imersão cultural completa e entender melhor o cotidiano do país que você escolheu como destino. Geralmente, duram no mínimo 3 meses. 

Já para quem busca alavancar a sua carreira profissional, os intercâmbios ideais são os que englobam graduação, pós-graduação ou MBA, com certificados profissionais e diploma técnico-vocacional.

O que preciso para fazer intercâmbio

Além de escolher o tipo de intercâmbio, o país e o tempo, é necessário ficar de olho em outros aspectos muito importantes. 

Onde ficar durante o intercâmbio

O primeiro fator que você deve levar em conta para viajar, é saber onde você vai ficar, onde vai morar. Existem intercâmbios que oferecem diferentes tipos de acomodações, como residência estudantil e casa de família. Nesse caso, você precisa avaliar as vantagens e desvantagens de cada uma delas. 

Documentações

Para viajar, é essencial ter algumas documentações, como passaporte, que é emitido pela Polícia Federal e é o documento que demonstra que você está legal no país. Os únicos países em que você não precisa de passaporte são: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, pois eles fazem parte do MERCOSUL.

Outro documento essencial é o visto, que serve para certificar que o país de destino autorizou a sua entrada. Cada nação tem regras diferentes para emissão e possui variados tipos de visto. É preciso saber antes de pedir se você realmente se adéqua ao perfil exigido. 

Para ter segurança durante a seu intercâmbio, você precisa contratar o seguro viagem, pois ele cobre imprevistos leves ou graves, despesa com remédios e urgências odontológicas. Dependendo do país, esse é um fator importante, inclusive, para a entrada.

Moeda estrangeira

Alguns países exigem que você tenha determinado valor em dinheiro em conta antes de viajar, por isso, atente-se a esse fator. Além disso, você também precisa encontrar formas seguras e econômicas de levar e receber dinheiro em outros países. Não deixe para ver tudo isso depois de viajar. 

Como funciona o intercâmbio: Agências de intercâmbio

Outra dica importante é escolher muito bem a agência com a qual você vai viajar. Ela precisa ser segura, confiável e te auxiliar quando você precisa. Por isso, pesquise bem a reputação das empresas antes de fechar negócio.

A importância de saber o idioma

Por último e não menos importante: é muito melhor fazer intercâmbio já tendo conhecimento do idioma. Assim, você sofrerá menos para se comunicar com os nativos e aproveitará melhor as experiências. 

Assim, caso seu sonho seja fazer uma viagem dessas, é muito válido procurar uma escola de inglês antes de embarcar. 

Aqui na LondonEye, nós temos aulas de inglês e espanhol que te deixam preparado para aproveitar 100% a viagem! Quer saber mais? Fale com a nossa equipe clicando aqui.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *